Quem doa sangue também lê mais

Para incentivar a comunidade a participar das atividades deste sábado, 25 de novembro, Dia Nacional do Doador de Sangue, a Madeireira Glorinha decidiu inovar: vai dar um vale livro de até R$ 35,00 de presente para quem for doar sangue. Para esta data especial, a Secretaria da Saúde de Glorinha vai disponibilizar o transporte gratuito até o Hemocentro.

A saída é neste sábado, 25/11, às 7h30, da Secretaria da Saúde. Quem quiser participar, precisa agendar pelo fone 3487-1140 ou pelo Whats

9960-11411, informar o nome completo e o n° do RG. Depois é só passar na Madeireira Glorinha, apresentar o comprovante de doação e retirar o vale livro.

Doação de plaquetas

“Quem quiser ajudar ainda mais, também pode se tornar um doador de plaquetas. Uma única doação de plaquetas por aférese equivale de seis a oito doações de sangue tradicional”, incentiva a gestora da Madeireira Glorinha, Virgínia Knobeloch, que também é doadora. Esse tipo de doação é muito importante pois gera menos riscos de reações transfusionais aos pacientes, trazendo assim os melhores resultados e benefícios às pessoas que recebem o concentrado de plaquetas obtidas através desse tipo de procedimento.

Saiba mais sobre doação de sangue

A única fonte de sangue para os pacientes que dele necessitam são os doadores. Uma unidade de sangue doada pode ser separada em glóbulos vermelhos ou hemácias, plaquetas, plasma e crio precipitado, beneficiando até quatro pacientes. 

Pré-requisitos para a doação de sangue
– ter de 16 a 69 anos; 
– primeira doação antes dos 60 anos; 
– pesar 50kg ou mais; 
– ser saudável; 
– não estar em jejum; 
– apresentar documento de identidade com foto; 
– menores de 18 anos devem estar acompanhados de responsável legal. 

Impedimentos para a doação
– gravidez ou amamentação; 
– doença de Chagas; 
– hepatite após os 11 anos de idade; 
– diabetes; 
– hipertensão; 
– comportamento de risco para Aids; 
– uso de bebida alcoólica há menos de 12 horas da doação; 
– ter doado há menos de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres; 
– ter feito tatuagem ou piercing há menos de um ano; 
– possuir piercing na boca ou na língua. 

Importante
O material utilizado na coleta do sangue é descartável e individual, sem nenhuma possibilidade de transmitir doenças. Antes da doação é realizada uma entrevista clínica com verificação da pressão arterial, temperatura, frequência cardíaca e teste da anemia. A finalidade destes cuidados é preservar a saúde de quem doa e de quem vai receber o sangue. 

Doe sangue com responsabilidade 
Existe um período chamado janela imunológica, no qual a pessoa está contaminada com algum agente infeccioso (HIV, hepatites, etc.), mas os exames laboratoriais ainda não são capazes de detectar a infecção. O período da janela imunológica pode durar até seis meses. 

Entre as doenças que podem ser transmitidas por meio da transfusão estão as hepatites B e C (doenças do fígado causadas por um vírus), a sífilis (doença sexualmente transmissível que leva a lesões nos órgãos sexuais), o HTLV (doença neurológica causada por um vírus que causa paralisia dos membros), a doença de Chagas (transmitida pelo inseto barbeiro e que causa alterações cardíacas e do sistema digestivo) e a Aids (causada por um vírus que incapacita o sistema imunológico). Por isso, se você acha que sua saúde ou comportamento podem colocar em risco a vida de quem receber seu sangue, não doe.